QUEM SOMOS

O CEHIR

O Centro de Estudos em História Cultural das Religiões - CEHIR - é um dos primeiros núcleos de estudos brasileiros voltados para a pesquisa e produção acadêmica sobre temáticas religiosas sob o olhar da História Cultural. Sediado na Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP - é coordenado pela Profa. Dra. Eliane Moura da Silva. Foi fundado em 2015 e consta como um Diretório de Pesquisa Cadastrado no CNPq. 

Seus pesquisadores trabalham com quatro linhas principais de investigação, a seguir:

1. Catolicismos, cultura política e narratividades: Os integrantes da linha buscam refletir e problematizar a noção de religião, entendendo-a como "[...] um produto histórico, culturalmente condicionado [...]" e capaz de condicionar os aspectos políticos, sociais e econômicos em determinado período (MASSENZIO, 2005, p. 149). Suas investigações têm a preocupação de compreender a religião, sobretudo o catolicismo, com um olhar plural e nas suas relações de alteridade, construídas de forma privilegiada a partir de diferentes aportes narrativos. Neste sentido, para a escrita da história, são aproveitados os mais diversos tipos de fontes.

2. Mídia, religião e alteridades: Estuda a relação entre mídia e religião na construção de novos significados do religioso na contemporaneidade. Trabalha com fontes produzidas pela mídia impressa e audiovisual, lendo como os meios de comunicação deixam de ser meros transmissores de valores e informações e passam a produzir, como mediadores culturais (GINZBURG, 1989), conhecimentos, narrativas e definições acerca do religioso, assim como espaços próprios para a vivência do sagrado, indo além dos espaços tradicionais de devoção.

3. Missionarismos, diásporas e história: Compreende as práticas e estratégias missionárias como a ampliação das noções de alteridades, transculturação e mediações culturais, vendo no termo "missão" a criação de um paradigma ontológico. A discussão das estratégias missionárias no âmbito da História Cultural das Religiões insere-se na perspectiva de confluência de vários saberes, tornando-se um jogo de aparatos interdisciplinares e inserto no âmbito dos estudos que postam a cultura como centro da escrita da história.

4. Gênero e práticas religiosas: Busca compreender as determinações de gênero para a formação de uma cultura religiosa, ao mesmo tempo em que visa entender como as religiões contribuem para a construção das determinações de gênero, impondo uma revisão crítica dos critérios e das premissas para a escrita da história.