MC01 - HISTÓRIA CULTURAL DAS RELIGIÕES

Profa. Dtrnda. Julia Rany Campos Uzun - UNICAMP

Profa. Dtrnda. Sara Cristina de Souza - UNICAMP

Introdução

A virada cultural ocorrida na década de 1970 permitiu a criação de novas abordagens e de novos objetos para o estudo da História. A partir de suas reflexões teórico-metodológicas, a História das Religiões ganhou uma nova análise cultural, reformulada a partir de novas temáticas e novas perspectivas. Essas desempenham um importante papel para a construção de identidades, alteridades, e para o delineamento das relações sociais de gênero, de classes e entre as etnias, estabelecendo novos parâmetros a partir das apropriações culturais e históricas em diferentes estratégias e práticas cotidianas, nas representações, nas posições hierárquicas e nos diferentes espaços sociais.

A proposta desse minicurso é apresentar os principais pressupostos teóricos que permeiam os estudos de História Cultural das Religiões. Desde a Fenomenologia, passando pela Escola Italiana e pela História Cultural, pretende-se analisar a importância de suas propostas, a maneira como ela contribui para os estudos históricos, e nos ajuda, enquanto historiadores, a escrever novas narrativas sobre o mundo e suas crenças.


Programa do curso

18/04 - Aula 1

- O olhar da fenomenologia para o estudo das religiões

- A Escola Italiana das Religiões

19/04 - Aula 2

- A História Cultural das Religiões - Ginzburg, De Certeau e Chartier

- Novas propostas para a História Cultural das Religiões


Bibliografia

AGNOLIN, Adone. História das religiões: perspectiva histórico-comparativa. São Paulo: Paulinas, 2014.

BRELICH, A. Prolegómenos a una historia de las religiones. In Historia de las Religiones - Volume 1: Las Religiones Antiguas 1, Siglo XXI, Madrid, 1977

CHARTIER, Roger. À Beira da Falésia: A História entre Certezas e Inquietudes. Porto Alegre: Ed. Universidade/UFRGS, 2005.

_______________. A História Cultural entre Práticas e Representações. Rio de Janeiro: Editora Bertrand, 1990. 

DE CERTEAU, Michel. A Escrita da História. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1982. 

GASBARRO, Nicola. Missões: a civilização cristã em ação. In MONTERO, Paula. Deus na Aldeia: missionários, índios e mediação cultural. SP: Globo, 2006, PP. 67 -110.

_______________. Nós e o Islã: uma compatibilidade possível? In Novos Estudos Cebrap nº67. São Paulo: Centro Brasileiro de Análise e Planejamento, 2003. Pp. 90-108.

GINZBURG, Carlo. "'Os pombos abriram os olhos': conspiração popular na Itália do século XVII". In A Micro-História e outros ensaios. Coleção Memória e Sociedade. Lisboa: Rio de Janeiro, RJ: DIFEL: Editora Bertrand, 1989.

HALL, Stuart. Da Diáspora: Identidades e Mediações Culturais. Belo Horizonte: Editora UFMG; Brasília: UNESCO, 2003

KING, Ursula and BEATTIE, Tina (Eds). Gender, Religion and Diversity: Cross-Cultural Perspectives. London: Continuum International Publishing Group, 2005.
MASSENZIO, Marcello. A História das Religiões na cultura moderna. São Paulo, HEDRA,2005.
SILVA, Eliane Moura; BELLOTTI, Karina K; CAMPOS, Leonildo S. Religião e Sociedade na América Latina. S. B. do Campo: UMESP, 2010.

SILVA, Eliane Moura. "Entre religião, cultura e história: a escola italiana das religiões" in Revista de Ciências Humanas. Vol. 11, nº 02. Viçosa: UFV, 2011. Pp.225-234.

TAYLOR, M. C. Critical Terms for Religious Studies. Chicago and London: The University of Chicago Press, 1998.